instructional-design-tips-team-work

5 Dicas de Design Instrucional para o Engajamento em Aprendizagem On-line

Share this:

5 Dicas de Design Instrucional para o Engajamento em Aprendizagem On-line

Eu poderia sentar aqui e listar todas as razões pelas quais as pessoas não gostam de cursos on-line, mas tudo se resume ao fato de que os alunos ficam entediados e descomprometidos. Apesar disso, a aprendizagem on-line não está desaparecendo. Na verdade, a aprendizagem on-line resolve duas necessidades empresariais que todas as organizações enfrentam.

  1. Comparado a workshops presenciais, aprendizagem on-line possui baixo custo.
  2. As organizações podem educar de maneira mais eficaz um maior número de alunos ao mesmo tempo.

Então, como acabamos com o tédio? Como reengajamos os alunos? Continue lendo para descobrir 5 elementos de design instrucional a serem considerados ao se desenvolver cursos de aprendizagem on-line.

1. Mantenha o seu público em mente

Entender quem é seu público garante a utilização da estratégia de ensino mais eficaz. Você pode até mesmo determinar que o ensino on-line não será eficaz.

Você não quer desenvolver um curso on-line se ele não for conduzir a uma aprendizagem significativa. A fim de compreender quem é seu público, faça a si mesmo as seguintes perguntas: O que motiva o seu aluno? Quais as suas capacidades? Quais as suas deficiências? Quais são seus objetivos finais? Que formato de ensino on-line melhor irá atender às suas necessidades: síncrono, assíncrono ou misto? Seus alunos são gerentes de nível sênior? Eles são usuários finais?

Você quer produzir materiais que permitam que os alunos consigam alcançar seus objetivos de aprendizagem. Sem saber quais são esses objetivos, seus alunos não serão engajados.

2. Escreva objetivos de aprendizagem claros

Um bom objetivo de aprendizagem é uma descrição do desempenho que você quer que o aluno seja capaz de apresentar antes de considerá-lo competente. Quando um curso on-line não tem objetivos de aprendizagem claros, não há base para a produção do material instrucional. Se você não sabe para onde está indo, é difícil escolher um meio adequado para chegar lá. De acordo com Robert MagerMager, R.F. (1984). Preparing instructional objectives (Preparando objetivos Instrucionais), um objetivo de aprendizagem deve incluir três coisas:

  • Performance (o que os alunos devem ser capazes de fazer ou desempenhar).
  • Condição (em que o aluno deve completar a performance).
  • Critérios (identificam como o aluno é avaliado ou quão bem deve se desempenhar).

Objetivos de aprendizagem não apenas orientam a aprendizagem, eles se tornam a estrutura para desenvolver o seu conteúdo e gerar avaliações.

3. Certifique-se de que as avaliações estão alinhadas com as metas e os objetivos de aprendizagem

Você não sabe se os alunos estão alcançando os objetivos de aprendizagem a menos que eles sejam avaliados. Você também não sabe se o seu curso on-line é bem-sucedido se ele não for avaliado.

Independentemente disso, qualquer avaliação deve estar alinhada a seus objetivos de aprendizagem. É útil escrever sua avaliação antes de escrever o conteúdo do curso on-line. Se você tem objetivos claros, essa etapa é relativamente simples. Sua avaliação deve, ainda, considerar o que está sendo solicitado que seus alunos façam. Por exemplo, eles estão demonstrando uma habilidade? Existe algum conhecimento que eles precisam memorizar? Eles precisam atingir um padrão regulamentado? Depois de determinar isso, utilize uma ampla variedade de avaliações para atender a diferentes estilos de aprendizagem. Exemplos incluem provas de múltipla escolha ou avaliações práticas/verificações de habilidades.

Ao criar a sua avaliação, comece com uma rubrica. Assegure-se de que seus alunos sabem exatamente em que eles serão avaliados. O objetivo não é surpreender os alunos, mas garantir que eles são competentes. Se você mantiver seus alunos focados em alcançar seus objetivos de aprendizagem, e avaliá-los de forma justa, é mais provável que eles se mantenham engajados.

4. Crie um fluxo eficaz de feedback

Só porque não há um professor na frente de uma classe respondendo perguntas, não significa que o feedback não é importante. Em um curso de aprendizagem on-line, o feedback deve:

  • Ser construtivo.
  • Ser fornecidos frequentemente.
  • Alinhar-se com os objetivos de aprendizagem.

Você quer fornecer feedback o mais cedo possível para engajar o aluno, para que os alunos tenham a oportunidade de atuar em resposta ao feedback e mostrar progresso. Feedback construtivo e frequente mantém o aluno ciente de sua responsabilidade. Ele garante que o aluno não irá apenas clicar de uma tela para a próxima.

Ao desenvolver seu conteúdo, considere inserir uma pergunta ou atividade a cada duas páginas. Ainda que você tenha um teste ou uma prova no final do curso, será tarde demais para fornecer feedback. Inserir perguntas ao longo do curso permite que os alunos ajustem seus comportamentos.

Não esqueça de recompensar seus alunos. Celebre seus sucessos e mostre que você se importa.

5. Use o projeto do curso para motivar os alunos

Citando Charles Dull, Assistant Dean for eLearning and Innovation, Cuyahoga Community College, “a motivação deve levar ao engajamento e o engajamento deve levar ao aprendizado”.

Projetos de curso precisam motivar o engajamento. Isso significa garantir que os recursos sejam facilmente acessíveis na criação do curso. Construa conexões em módulos para o alinhamento com os objetivos do curso. Use pensamentos baseados em jogos para construir competência. Nós sabemos que adultos permanecem engajados se estão motivados para aprender. Isto pode ser concebido no próprio curso.

Por exemplo, se um aluno não está fazendo nada além de clicar um botão de “Próximo” por todo o curso, ele é mais propenso a se desconcentrar e perder conteúdo importante. De vez em quando deve haver uma mudança na interação para recapturar a atenção do aluno. Além disso, interações são a vantagem dos cursos on-line sobre a aprendizagem tradicional baseada em livros.

Conclusão

Implementar qualquer um ou todos estes 5 elementos de design irá ajudá-lo a criar cursos on-line engajantes, que motivam os usuários a aprender e que os alunos ficarão ansiosos para fazer. Fique atento para a parte 2 em duas semanas, quando iremos concluir com as 5 dicas restantes!

Share this:
user-gravatar
Sarah Flesher

Sarah is an Instructional Designer at BaseCorp Learning Systems and is currently completing a PhD in Educational Technology. Her research focuses on implementing competency-based learning systems in all types of organizations. When she doesn't have her nose in a book you can find her at the gym, on the ice, on the ski hill, drinking wine or in a coffee shop … with her nose in a book.

No Comments

Post a Comment

Comment
Name
Email
Website